Notícias

BIÓLOGO E CONSELHEIRO DO CRBio-06 RECEBE TÍTULO DE PROFESSOR EMÉRITO DA UFAM

Na manhã desta terça-feira (25), em evento realizado no auditório Rio Amazonas da Faculdade de Estudos Sociais (Fes), Setor Norte do Campus Universitário Arthur Virgílio Filho, o professor aposentado do Departamento de Genética da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), doutor Spartaco Astolfi Filho, recebeu o título de Professor Emérito da Universidade pelo reconhecimento aos mais de 40 anos dedicados à docência e à pesquisa.

Em discurso, o professor Spartaco agradeceu a homenagem pública da Universidade Federal do Amazonas e a contribuição de seus discípulos e parceiros de pesquisa. “Já tem 26 anos que estou em Manaus. Cheguei aqui como professor visitante. No que tange à parte acadêmica, fico orgulhoso da criação dos nossos cursos, desde os cursos de especialização aos de doutorado. Sempre quis fazer coisas úteis. Ao fazer uma pesquisa eu sempre me preocupei em produzir algo que pudesse ser aplicado junto à sociedade. Aqui no Amazonas eu encontrei pessoas muito dispostas a trabalhar, a estudar a colaborar e isso foi decisivo para produzirmos tantas coisas relevantes. Neste momento de homenagem eu desejo apenas agradecer todo esse reconhecimento e toda essa colaboração com meu trabalho. Estou muito feliz”, ressaltou.

Professor Doutor, Biólogo e Conselheiro do CRBio-06

Spartaco Astolfi Filho que também é Conselheiro Suplente do Conselho Regional de Biologia da 6ª Região (CRBio-06), atua como Professor Titular aposentado do Departamento de Genética da Ufam, onde continua como Professor Titular Visitante, é um reconhecido pesquisador da área de Biologia Molecular que se transferiu da Universidade de Brasília (UNB) para a Ufam, em 1995, visando contribuir para o desenvolvimento da biotecnologia na Amazônia. Já orientou, até o momento, 74 dissertações e 43 teses; publicou 112 artigos científicos completos em revistas indexadas e desenvolveu diversos processos biotecnológicos, sendo que três deles foram motivos de concessão de patentes internacionais.

Entre os aspectos destacados na trajetória do pesquisador, está o desenvolvimento da enzima TAQ-Polimerase, que é a enzima mais usada atualmente em Biologia Molecular/ Engenharia Genética; o desenvolvimento da tecnologia de produção de insulina humana por engenharia genética/ fermentação, trabalho que culminou na construção de uma unidade industrial de produção de insulina humana em Montes Claros (MG), tecnologia que também transferida para uma empresa russa, além da implementação de um arrojado programa de formação de recursos humanos na área de Biotecnologia.

Com informações: UFAM / Foto: Yamile Alencar (Vice-Presidente CRBio-06)


Publicado em 25/06/2019