Notícias

CFBio agracia 18 cursos de Ciências Biológicas com Selo de Qualidade

Gomos de Laranja
O Conselho Federal de Biologia - CFBio realizou nesta sexta-feira (15) a solenidade de outorga do Selo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências Biológicas - Edição 2017. A outorga foi realizada durante o Fórum Nacional do Sistema CFBio/CRBios e Coordenadores de Cursos de Ciências Biológicas, que acontece entre os dias 15 e 16 de setembro, no Hotel Mercure Brasília Líder, em Brasília.

No total, 18 cursos foram agraciados com o Selo CFBio de Qualidade, sendo oito de Bacharelado e dez de Licenciatura. Durante a solenidade, o presidente do Conselho Federal de Biologia - CFBio, Wlademir João Tadei, e a vice-presidente, Fátima Cristina Inácio de Araújo, entregaram certificado e troféu aos representantes dos cursos agraciados. Receberam a honraria diretores e coordenadores dos seguintes cursos:

* Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais - IFSEMG Campus Barbacena (LICENCIATURA) - curso MEC nº 1126887;
* Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas Unidade BH Coração Eucarístico (BACHARELADO) - curso MEC nº 307490;
* Universidade Católica de Brasília - UCB Brasília (BACHARELADO) - curso MEC nº 319057;
* Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ Campus Chapecó EFAPI (LICENCIATURA) - curso MEC nº 3848;
* Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG Unidade Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 60448;
* Universidade Estadual do Maranhão - UEMA São Luís (LICENCIATURA) - curso MEC nº 81296;
* Universidade Estadual do Rio Grande do Norte - UERN Campus Universitário Central (LICENCIATURA) - curso MEC nº 3574;
* Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Campus de Rio Claro Instituto de Biociências (BACHARELADO) - curso MEC nº 303142;
* Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Campus de Rio Claro Instituto de Biociências (LICENCIATURA) - curso MEC nº 3142;
* Universidade Federal da Bahia - UFBA Campus Federação Ondina (LICENCIATURA) - curso MEC nº 13283;
* Universidade Federal de Campina Grande - UFCG Campus de Cajazeiras (LICENCIATURA) - curso MEC nº 1152882;
* Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Campus Diadema Unidade José Filho (BACHARELADO) - curso MEC nº 101219;
* Universidade Federal do Amazonas - UFAM Unidade Sede (LICENCIATURA) - curso MEC nº 398;
* Universidade FEEVALE - FEEVALE Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 58372;
* Universidade Positivo - UP Campus Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 320326;
* Universidade Presbiteriana Mackenzie - Mackenzie Campus São Paulo Consolação (LICENCIATURA) - curso MEC nº 2009
* Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI Campus de Erechim (LICENCIATURA) - curso MEC nº 8801;
* Universidade Vila Velha - UVV Sede (BACHARELADO) - curso MEC nº 56141.

O Fórum teve início por volta das 19h30, quando foram convidados para compor a mesa o presidente do CFBio, Wlademir João Tadei; o Reitor da Universidade Vila Velha, Dr. Heráclito Amâncio Pereira Junior; a Conselheira Federal e Coordenadora da Comissão CFBio de Cursos - Edição 2017, Sandra Farto Botelho Trufem; a Conselheira Federal e Coordenadora da Comissão de Formação e Aperfeiçoamento Profissional (CFAP/CFBio), Vera Lúcia Maróstica Callegaro; e o presidente do Conselho Regional de Biologia da 7ª Região, Jorge Augusto Callado Afonso, representando os Conselhos Regionais de Biologia.

Também participaram da cerimônia a Pró-Reitora de Graduação da Universidade Federal de São Paulo, Dra. Isabel Marian Hartmann de Quadros; o Pró-Reitor Acadêmico da Universidade Católica de Brasília, Dr. Daniel Rey de Carvalho; a Diretora do Setor de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Fabiana Postiglione Mansani; o Diretor Adjunto do Setor de Ciências Biológicas e da Saúde, Paulo Vitor Farago; o Diretor da Escola de Exatas, Arquitetura e Meio Ambiente da Universidade Católica de Brasília, Douglas José da Silva; a Conselheira Secretária do CFBio, Geni Conceição de Barros Cáuper; além de Conselheiros Federais, presidentes e representantes dos Conselhos Regionais de Biologia, membros da CFAP dos CRBios e mais de 70 coordenadores de cursos de Instituições de Ensino Superior do Brasil.

Em seu pronunciamento na abertura do evento, o presidente do CFBio, Wlademir João Tadei, parabenizou os cursos agraciados e destacou a enorme satisfação do Conselho em apresentar a segunda edição do Selo CFBio neste ano de 2017, quando comemoramos 38 anos de regulamentação da profissão do Biólogo no Brasil. "De certa maneira, nos sentimos participantes dessa conquista e torcemos para que o meio acadêmico se aproxime cada vez mais dos Conselhos Federal e Regionais de Biologia", afirmou.

Segundo o presidente, a profissão do Biólogo tem vivido transformações ao longo dos últimos anos, tanto no aspecto técnico quanto no conceito e prestígio obtidos junto à sociedade. Tadei ressaltou que a atuação de dirigentes do Sistema CFBio/CRBios tem gerado conquistas significativas para o profissional e para a sociedade como um todo. Esses resultados positivos, de acordo com o presidente, são fruto de um trabalho realizado em conjunto com coordenadores de curso que se empenham em participar de fóruns e oficinas realizada pelos Conselhos Federal e Regionais de Biologia.

Wlademir Tadei reforçou também as contribuições do CFBio junto ao Ministério da Educação na formulação de diretrizes curriculares e de uma carga horária mínima de componentes curriculares das Ciências Biológicas para os cursos de Bacharelado e Licenciatura.

Quanto à Edição de 2017 do Selo CFBio, o presidente informou que, no total, 197 cursos foram selecionados por atenderem aos pré-requisitos do Regulamento. Destes, 56 encaminharam a documentação solicitada para participar do certame. "É importante destacar que o Selo não discrimina e nem classifica instituições. O objetivo não é julgar, mas valorizar os cursos, sem a pretenção de interferir no trabalho das IES", declarou Wlademir Tadei. "O nosso objetivo é buscar as melhores estratégias para assegurar ao Biólogo um exercício profissional qualificado", concluiu o presidente.

Conforme determina a Portaria n° 211/2016, que regulamentou a concessão do Selo, o processo de avaliação foi realizado a partir dos seguintes indicadores: Projeto Pedagógico de Curso, Instrumentos de Avaliação do Curso/MEC e Atuação Profissional dos Egressos.

A conferência de abertura do Fórum Nacional do Sistema CFBio/CRBios e Coordenadores de Cursos de Ciências Biológicas foi proferida pelo Prof. Dr. Nelio Marco Vincenzo Bizzo, com a palestra "Ensino de Biologia e História do Darwinismo: uma Proposta de Pesquisa". Nelio Bizzo é professor titular da Universidade de São Paulo (USP), possui graduação e mestrado em Ciências Biológicas (Genética) e doutorado em Educação pela USP, sendo uma referência na área de Educação, com ênfase em ensino-aprendizagem. Ele atua principalmente nos seguintes temas: ensino de ciências, história da ciência aplicada ao ensino de ciências, ensino de evolução e metodologia de ensino da ciência.

Em sua palestra, Bizzo discutiu o currículo dos cursos de Ciências Biológicas e retomou conhecimentos e histórias que envolvem dois grandes Biólogos que revolucionaram a Ciência: Charles Darwin e Gregor Mendel. Além disso, traçou um breve histórico de descobertas e visões de pesquisadores da área da genética, bem como seu ensino na Biologia.

Ainda durante a solenidade, o coordenador de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Presbiteriana Mackenzie São Paulo, Adriano Monteiro de Castro, discursou em nome de todos os agraciados com o Selo CFBio na edição de 2017. "A emoção é grande de receber um reconhecimento como este", disse o coordenador. "Que os selos que estamos levando hoje sejam divulgados como uma representação desse empenho na formação do profissional Biólogo", declarou.

O SELO CFBio DE QUALIDADE

O Selo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências Biológicas foi criado por meio da Resolução nº 352/2014 com o intuito de contribuir para a melhoria dos cursos de Ciências Biológicas no País. O CFBio pretende, com isso, zelar pela formação e pelo bom conceito dos que exercem a profissão de Biólogo, de forma que possam estar qualificados para atuar, seguindo os princípios éticos e de excelência profissional.

Neste sentido, o Selo representa um fomento do Sistema CFBio/CRBios para que as Instituições de Ensino Superior exerçam sua função social de forma mais incisiva. E tem como principal objetivo a valorização do ensino das Ciências Biológicas no Brasil e a qualificação de seus egressos.

O Selo CFBio de Qualidade de Cursos de Ciências Biológicas é concedido a cada dois anos; a primeira edição aconteceu em 2015, quando foram agraciados onze cursos de Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas do País. Na ocasião, as IES receberam troféu e certificado em solenidade durante o Fórum Nacional do Sistema CFBio/CRBios e Coordenadores de Cursos de Ciências Biológicas - Edição 2015, em Brasília.


Com informações da Ascom CFBio.

Galeria de Imagens